Painel Temático 08

Imprimir

Cassiani, Suzani / Linsingen, Irlan von - Discursos sobre ciência e tecnologia na educação timorense

. Publicado en Painel Temático 08

Autoria Cassiani, Suzani  (Universidade de Coimbra / Universidade Federal de Santa Catarina)
Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.

Linsingen, Irlan von  (Universidade Federal de Santa Catarina)
Título Discursos sobre ciência e tecnologia na educação timorense
Sessão PT08. Discursos y descolonización del saber

Resumo

O Brasil tem enviado missões para Timor Leste desde 2002, mas em 2004 começou efetivamente uma cooperação educacional, que foi realizada pelo "Programa de Qualificação de Docentes e Ensino de Língua Portuguesa" (PQLP). Este envia 50 professores brasileiros a cada ano para formar professores em Timor-Leste. Desde 2009, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) passou a coordenar o PQLP. Alguns professores foram indicados para fazer essa gestão, como selecionar, preparar, monitorar e avaliar o trabalho dos professores brasileiros durante os meses que eles estão lá, bem como realizar uma articulação política exigida, sempre tendo como foco a formação de professores. Sabemos que a educação é importante para todos os países, mas para o Timor-Leste, em particular, chega a ser vital para a consolidação da democracia. Depois de muitos anos em que atuamos nessa cooperação brasileira com Timor-Leste, estamos aprofundando o impacto dessas missões brasileiras, especialmente com base em duas perguntas: Como é que o trabalho realizado pela missão brasileira contribui para os professores timorenses? Quais são os desafios para os timorenses em termos de qual ciência ensinar em Timor Leste? O objetivo geral proposto foi um estudo sistemático através da realização de uma análise de três fases em três anos: 1) analisar as condições de produção sobre o que está a ser implementado, incluindo uma análise detalhada do perfil dos professores timorenses e guias curriculares. 2) examinar as práticas de professores brasileiros na formação de professores timorenses. 3) analisar as práticas pedagógicas dos professores timorenses em ciência pré-secundário. Estas questões levantadas têm a ver com a investigação que temos desenvolvido no Brasil, enfocando especificamente os relacionados ao funcionamento da linguagem, com base em análise de discurso francesa (AD) e reflexões sobre as relações da Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) na América Latina, focando para um pensamento mais crítico na educação para a paz. Os resultados já mostram a necessidade de repensar a formação de professores brasileiros, aprofundando aspectos da transnacionalização do currículo, a importância de estudos de descolonização do saber e as epistemologias do sul.